quinta-feira, 8 de outubro de 2009

Servir.

"Aonde mandar eu irei, seu amor eu não posso ocultar..." - Adriana

Nada como poder servir o próximo. Ficar com aquela sensação de algo bem feito, se sentir completo, ter a certeza que para alguém você fez a diferença. E nesse clima de festa de dia das crianças e depois os preparitivos natalinos, o que não falta são pessoas de "boa vontade" querendo ajudar.

O único problema de todas essas "boas vontades" é querer tirar aproveita dessa situação, da necessidade do outro, de querer pagar de bom homem perante a sociedade. Acredito que quem quer ajudar de verdade não se preocupa com quem possa ver ou como vai ficar reconhecido pelos outros, simplesmente ajuda pela vontade que tem, por saber se ajudar ajudando o próximo.

Sócrates, personagem do livro de Dan Millman, disse certa fez para Dan que a melhor maneira de se encontrar é se perdendo pelos outros, se doando por completo para uma causa maior. Eu sei a grandeza e o poder que tem nessa afirmação, e também sei o quão difícil que é para cada um de nós nos deixarmos de lado e por nossos pensamentos e ações para servir alguém. Mas como acontece em qualquer atividade fisíca em nossa vida, praticando com o tempo ela se torna tão natural como a respiração.

Ainda com o pensamento em mente de que somos todos em um, eu me vejo ajudando a mim mesmo quando me dedico a ajudar alguém, percebo que servindo os outros estou servindo a mim mesmo. Essas coisas são meio difíceis de se explicar com palavras, e isso é normal pra quem decide seguir esse caminho, pois chega uma hora em que as palavras podem ser deixadas de lado e as ações podem ensinar muito mais, cada gesto ou atitude podem mostrar muito mais o que somos do que textos de auto conhecimento.

Até mesmo Jesus Cristo, o maior de todos os mestres se perdia pelos outros, se doava por inteiro para cada pessoa que o procurava. As atitudes de Jesus eram tão simples quanto suas palavras, e ele nos mostrou o maior exemplo de servir ao próximo lavando os pés de seus amigos no último encontro com ele, deixou bem claro que sua presença ali era para servir e não ser servido.

Não há necessidade de ser tão iluminado como Jesus para se doar para os outros. Apenas ouvir o que cada um tem pra falar, olhar nos olhos de todos como igual, dar atenção, todos os gestos simples que para quem precisa pode ser muito bem vindo.

Sirva a quem for necessário, se doe a quem precisa, aprenda a se encontrar nos outros, tudo isso fará de você a melhor pessoa ao seus olhos e te dará uma das maiores sensações de prazer por ter feito algo de útil a alguém. Pratique a boa ação como um movimento natural, depois tenha certeza de fazer de seus movimentos naturais uma boa ação.

5 comentários:

Alisson" disse...

Amar aos outros como a si mesmo... Ou até melhor né...

Penny Lane disse...

Muito bom o texto!
Você escreve muito bem!
É isso ai mesmo. A melhor forma de se ajudar é ajudando os outros, sem ficar esperando reconhecimento dos outros. Ajudar de coração mesmo.
Pena que isto esteja tão raro =\

Gianni disse...

O problema é descobrir o bem e transformá-lo em status social...
Ou querer tomar conta de algo que não lhe pertence ou que não tem dono...
A caridade...

Ana disse...

Fazer o bem sem olhar a quem. E principalemnte não fazer de suas boas ações, um palco e muito menos esperar os aplausos.

Rogerio Martins disse...

O ego sempre acabando com a humanidade...
;/
Achei esse blog na comu do orkut e desde então sempre venho aqui...
;D