quarta-feira, 26 de agosto de 2009

Mudando os sentimentos.

Todo mundo já passou por algum amor platônico , ou uma raiva mal controlada. Quantas vezes achamos que se chorar ou se agredir alguém vai mudar o que sentimos. Chorar não vai mudar, vai sim aliviar um pouco do aperto que sentimos, mas a dor ainda vai continuar. Ter uma raiva mal direcionada e ser dominado por ela atacando diretamente outras pessoas também não ajuda nada. A raiva sempre vai gerar a ação, enquanto que o medo, a dor e o humor, irão inibi-lá (Dan Millman).

Se conseguissemos direcionar nossa raiva em ações corretas, iriamos passar por uma das maiores mudanças que um ser humano pode fazer e uma das melhores também. É difícil na hora da raiva segurar a mão, as palavras e os gestos, uma atitude muito difícil quando estamos dominados por ela, mas se tivessemos a oportunidade de dominar a raiva, iriamos mesmo assim usar a força? Acredito que não, iriamos saber usar a ação correta para cada momento de raiva.

O mais difícil é mudar o que sentimos, e deixamos muitas vezes isso ser influenciado pelo ambiente a nossa volta. Não conseguimos ser felizes se está dando tudo errado, não imaginamos como pode existir pessoas infelizes quando a nossa vida parece seguir o ritmo que queremos, é tão difícil e até mesmo parece ser impossível a gente ser feliz sem motivo, acreditamos que só se pode gostar da pessoa se for pra ficarmos junto dela, não compreendemos as mudanças que nossos sentimentos podem sofrer se estivessemos dispostos a ir em frete.

Um grande conselho que uma vez me deram foi "Não deixe de gostar, apenas tente mudar o que você sente", na hora eu não entendi muito bem o que isso queria dizer, mas hoje depois de ter mudado o que eu sentia, compreendo que existem várias maneiras de gostar, e algumas nem tão fácil de aceitar, mas quando aceitas parece que tudo fica com mais sentido.

Não há problema em gostar, odiar, em ter raiva ou ser triste, desde que tenhamos controle sobre isso e estejamos dispostos a mudar se não for muito saudável. A mudança nunca será fácil e a nossa mente sempre vai querer ter dominio da situação nos submetendo ao que for mais fácil de nos prender, mas se tivermos a coragem de ir até o fim conheceremos lados positivos de vários sentimentos classificados como negativos, as maiores mudanças estão prontas para acontecerem interiormente em cada um de nós, só precisamos chegar até ela.

3 comentários:

Anônimo disse...

acho digno um post sobre proporções ok ? u__u

Anônimo disse...

se fosse facil ter controle dos sentimentos e sentidos... não existiriam tantos drogados! porque a maioria (senão todos) que tem esse vicio, entraram como uma forma de se desligar do mundo, fugir dos problemas e deixar de encarar a realidade. E se fosse ruim tal sensação, não seria viciante... mas é claro que vai do que cada psicologico possa aguentar.

Sócrates. disse...

É a mesma coisa sobre andar a pé, em distâncias grandes as pessoas optam por carro que é mais fácil do que andar a pé. Não é fácil controlar os sentimentos, é um caminho duro até conseguir isso, nenhum confronto que temos direto com a mente é fácil, por isso os viciados se viciam, ela cria toda uma barreira sobre o que você faz. E é por isso que muitas vezes nesse combate contra a mente, a força de vontade da pessoa conta mais do que qualquer outra atitude.